<$BlogRSDUrl$>

22.12.04

Os Álbuns de Santos Rufino - 33: a Mesquita. 

«A Mesquita dos monhés», em João dos Santos Rufino, Álbuns Fotográficos e Descritivos da Colónia de Moçambique, vol. III («Lourenço Marques. Aspectos da cidade, vida comercial, praia da Polana, etc.»), Lourenço Marques, 1929.

A designação «monhé» tinha, no contexto colonial, uma forte carga depreciativa, apesar de etimologicamente parecer derivar de «muenhe» que em algumas línguas da região quereria significar «senhor, patrão». Com toda a sua carga pejorativa, o epíteto era utilizado para designar os várias grupos culturais de origem indiana, englobando quer os de culto islâmico, quer os de culto hindu (originários sobretudo do Guzarate), quanto omanitas (ou provenientes de outros sultanatos do Golfo) ou africanos islamizados do Norte da colónia, como macuas e swahilis.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Visitors: